O Eduardo Miranda, atleta do #teamnewmillen, compartilha sua história no esporte e como lida com a pressão em pré-competição. Fala, também, da sua rotina corrida para conciliar os treinos e de como aproveita para fazer algumas tarefas nos intervalos dos compromissos. É um modelo de disciplina, persistência e foco para seu filho e sua família. Confira sua entrevista:

1. Você está há muitos anos no esporte. Conte-nos um pouco sobre você e sua história.
Comecei em 2009, então, estou competindo há oito anos. Nessa época, competia na categoria Junior até 21 anos. No meu primeiro ano de competição, participei de cinco campeonatos e venci os cinco, incluindo o Campeonato Brasileiro. No ano seguinte, teria de mudar de categoria e competir na Sênior, onde iria concorrer com atletas mais experientes, por isso decidi ficar fora das competições. Voltei em 2011 e conquistei o Estreantes Paulista na Categoria Sênior até 90kg, Copa Litoral e Copa Work Iron Campeão Sênior até 90kg e Overall em ambos. No ano seguinte, fui para minha primeira competição internacional, o grandioso Arnold Classic nos EUA, conseguindo o 6° lugar. Em 2013, venci o Arnold Classic Brasil. Em 2014, me preparando para a temporada de competições, sofri uma lesão no peitoral e não pude participar. Em 2015, retornei aos palcos e consegui o 3° lugar no Arnold Classic Brasil, ainda na Categoria até 90kg. Com o passar dos anos, ganhei volume muscular e já estava muito difícil de bater esse peso, decidi, então, subir de categoria e fui Campeão Paulista até 100kg. Em 2016, já na categoria pesada, conquistei o título Overall do Campeonato sul-americano. Esse ano, fiquei em 3° no Mr. Universo no mês de junho.

2. Sua rotina deve ser muito corrida, com treinos, trabalho, palestras e competições. Como você concilia tudo isso em 24 horas?
Realmente é muito difícil dar conta de todas as tarefas, confesso que, às vezes, fico com trabalho acumulado, mas o que ajuda muito é ser organizado, resolver pequenas tarefas nos intervalos entre os compromissos e, se possível, estabelecer uma rotina de horário para cada compromisso.

3. Como você conheceu o fisiculturismo? E quando foi que você teve vontade de competir como atleta?
Já treinava musculação e comecei a me interessar pela técnica dos exercícios. Comprava revistas de musculação para aprender e fiquei fascinado com o desenvolvimento muscular dos atletas que ilustravam os exercícios. Comecei a pesquisar sobre fisiculturismo e encontrei uma academia na qual treinavam alguns atletas, então, quando eu vi aqueles caras treinando, soube que era isso que eu queria fazer!

4. Qual a importância da suplementação para o seu treino e para o crescimento que você teve no seu corpo e no esporte?
A suplementação supre algumas necessidades nutricionais que seriam difíceis de conseguir somente com a alimentação, principalmente, hoje, que tenho uma rotina muito corrida. Quando uso suplementos estou garantindo a ingestão adequada de nutrientes, acelerando minha recuperação e melhorando minha performance no treino.

5. Seu filho ainda é pequeno, mas ele já gosta de praticar exercícios físicos? Você incentiva essa prática?
Com certeza! Esporte e exercícios sempre fizeram parte da minha vida e da vida dele. Acredito que deveriam fazer parte da vida de todas as pessoas.

6. Você segue uma dieta nutricional para os treinos e competições. Isso é só com você ou sua família também mantém uma alimentação equilibrada?
Em casa, sempre, temos alimentos de verdade, como carnes, vegetais, frutas e cereais, que são a base de uma alimentação equilibrada, mas não tenho restrições.

7. Quais competições marcaram mais a sua história? Seu filho já participou de alguma?
Em 2016, quando fui Campeão Sul-americano, ele estava lá e subiu no palco junto comigo quando venci.

8. Muitos filhos seguem a carreira dos pais. O que você pensa sobre esse assunto com o fisiculturismo?
Sem dúvida, servimos de espelho para nossos filhos. O fisiculturismo ensina muitas coisas positivas, como disciplina, persistência, controle da ansiedade… É isso que quero que ele leve, pois não podemos induzi-los a fazer o que gostamos, acredito que ele tem de escolher o que realmente gosta.

9. Quais dicas você gostaria de dar para os atletas e praticantes de exercícios físicos que estão começando agora no fisiculturismo?
Sempre repito isso: tenha paciência e seja persistente, pois, assim como qualquer coisa sólida em sua vida, os músculos levam anos para serem construídos.

10. Como você gostar de passar seu tempo livre com a família? Como vai comemorar este Dia dos Pais?
Faço diversas atividades com meu filho, mas entre as que mais gostamos estão cinema, parques e brincar de massinha.

Com milhares de seguidores nas mídias sociais e dona de uma simpatia sem igual, Jang Sin, atleta do #teamnewmillen, falou para a gente como concilia sua rotina de mãe, esposa e verdadeira amante da musculação e atividade física. Jang compartilhou, também, a sua dica de ouro: a organização é tudo para manter a rotina diária. Confira sua entrevista e se inspire em uma nova rotina de treinos:

  1. Conte-nos um pouco sobre você e a sua família. Na sua casa, todo mundo pratica alguma atividade física?

Em casa, levamos muito a sério os cuidados com a saúde e todos praticam atividades físicas porque consideramos essencial. Não existe uma atividade específica, gostamos de praticar de tudo, mas a base é e sempre será a musculação. As crianças adoram praticar esportes ao ar livre e, por incrível que pareça, já adoram o ambiente de uma academia. Não basta estimular apenas o cérebro, é preciso estimular o físico também. Como já dizia o ditado: “Mente sã, corpo são”.

  1. Você criou o conceito “Meu Estilo Ideal”, fonte de inspiração para muitas mulheres. Quais são as perguntas frequentes que você escuta das pessoas e dos seus seguidores?

Criei o conceito “Meu Estilo Ideal” e tive um reconhecimento incrível por parte das mulheres. Agora, estou em busca de novos conceitos, projetos e desafios. Recentemente, criei o projeto #BarrigotaSarada e tive um ótimo retorno. Foi um projeto que criei para mostrar a importância de ter um CORE bem-trabalhado. Não adianta fazer um milhão de abdominais para ter uma barriga linda, é preciso alimentação balanceada e exercícios específicos, tudo acompanhado por profissionais. E, ainda, como o CORE influencia, não só na parte estética, mas, também, no dia a dia das mulheres. Com um CORE bem-trabalhado, além de mais bonito, tudo pode ficar mais fácil, desde subir uma escada ou uma ladeira até o simples ato de levantar da cadeira ou sair da cama. Meus projetos são sempre adaptados às necessidades das pessoas, até mesmo dos homens.

Ainda há muita dúvida sobre o mundo fitness e, por incrível que pareça, até com o mercado de suplementos, que muitos ainda enxergam os suplementos como um anabolizante esteroide. Graças ao meu perfil e à minha experiência, tento mostrar os benefícios de uma suplementação e o quão importante é buscar a orientação de um nutricionista ou nutrólogo para conseguir melhores resultados.

  1. Quais são suas principais dicas para conciliar uma rotina corrida?

Organização é tudo. Eu já deixo tudo organizado, no dia anterior, para não deixar nenhum compromisso para trás. Reuniões, treinos, dieta, filhos e até compras no mercado, dá para fazer tudo no mesmo dia. Basta manter o foco. Assim como nos treinos, é preciso manter o foco e tomar cuidado para não se distrair com coisas menos importantes. Dessa forma, sempre sobra tempo para curtir em família.

  1. Você está em uma fase mais definida do seu corpo. Você sentiu que teve mudanças no seu trabalho?

Com o corpo mais definido, as pessoas passam a te admirar mais e se sentem mais motivadas a buscar uma vida mais saudável. Conheci muitas pessoas que mudaram o estilo de vida e de se alimentar após me acompanharem nas redes sociais. Elas veem o resultado e o que você fala não é apenas um blá, blá, blá. Isso só me motiva, cada vez mais, a fazer as pessoas terem amor próprio, se preocuparem com a alimentação e cuidarem da saúde.

  1. Quais foram as principais mudanças que você sentiu no seu corpo depois da gravidez? Qual sua dica para as mulheres que estão nessa fase ou querem praticar atividade física?

A parte que mais me chocou foi a flacidez e a celulite. Minha dica é ter autoestima. Busque uma vida mais saudável, alimentação controlada e direcionada e pratique atividades físicas, assim, seu corpo poderá ficar melhor do que antes da gravidez. Se o médico permitir, pratique exercícios físicos antes, durante e após a gestação, os benefícios são enormes tanto para a mãe quanto para o bebê. A gestação não é um período de férias, as mulheres precisam estar sempre atentas com a saúde.

  1. Você já quis ou sente vontade de participar de alguma competição profissionalmente?

Já pensei em participar de competição e aproveitar a dedicação que tenho. Cheguei a passar, por um tempo, pelo mesmo estilo de vida de uma atleta profissional e achei incrível. As pessoas nem imaginam como é a preparação e os sacrifícios pelos quais passam. São verdadeiros heróis e heroínas. Continuo mantendo o foco, mas, agora, com um objetivo maior. Quero ficar com o foco para vida. Já tenho quase 40 anos e busco o equilíbrio entre saúde, estética e família. É um estilo de vida que quero levar para sempre.

  1. Você ajudou e preparou seu marido para uma rotina de treinos. Como ele está seguindo essa nova rotina?

Todo começo é difícil e precisa de uma transformação. Assim como eu, ele é muito determinado e decidido. Contou com acompanhamento médico, uma nutricionista perfeita, um personal dedicado e atencioso e uma  suplementação de qualidade, com isso, o resultado não poderia ter sido diferente, teve um resultado incrível. Hoje, ele já incorporou essa rotina de treinos e dietas e um ajuda o outro dentro de casa. Não conseguimos viver mais como antes, é muito bom ter uma vida saudável e de treinos. E os filhos acabam copiando o estilo de vida dos pais.

  1. Qual é a importância da prática de atividades físicas na sua vida?

É primordial. Para mim, atividades físicas trazem saúde e autoestima. Porque com uma rotina de treinos e dieta, você ganha de presente um corpo mais definido e saudável, isso faz com que você faça as pazes com o espelho e com a mente.

  1. Quais são os maiores ensinamentos que você aprendeu e gostaria de recomendar às mulheres e futuras mães?

Para quem está pensando em ser mamãe, cuide da alimentação e não coma por dois, só precisa comer certo. Pratique atividades físicas, desde que tenha acompanhamento de profissionais. O pós-parto pode ser assustador, e você pode se achar feia, mas tenha calma, é uma nova fase, faz parte do crescimento interior de uma mulher e é um processo lindo. Curta os primeiros momentos com seu baby, dando todo carinho e toda atenção que ele merece e entenda as mudanças do seu corpo. Ele foi responsável por trazer ao mundo a coisa que você mais ama na vida, por isso, trate-o bem, seu corpo precisará da sua ajuda para voltar ao que era antes, e, se tratá-lo com carinho, voltará ainda melhor.

  1. Quais são seus próximos planos para 2017?

Minha cabeça não para, assim como o corpo. Além de um milhão de projetos para ajudar, cada vez mais,  mulheres e homens a encontrarem uma vida melhor, busco sempre uma melhor versão de mim, curtir a família, alimentar-me cada dia melhor e “chegar, chegando”,  aos 40 como se tivesse 20 anos, na mente e no corpo.

A New Millen informa que a partir de hoje, 27 de abril, a grande atleta Marjorie Beck, da categoria Women’s Physique, de 38 anos, não faz mais parte do time monstro da New Millen.  A marca agradece a total dedicação desenvolvida durante esses três anos pela atleta.

A passagem de Marjorie pela New Millen foi marcada por resultados positivos, como as conquistas em 2015 do campeonato Olympia Amateur, o Arnold Classic Ohio e o Pro card, onde tornou-se atleta profissional de bodybuilding. Em 2016, os títulos vieram com toda a força, foi vice-campeã do Europe Games, do Ferrigno Legacy e campeã do IFBB Ultimate Warriors.

A empresa nacional de suplementos alimentares, que acredita e apoia atletas brasileiros, deseja boa sorte nos próximos passos da atleta e continuará na torcida para que atinja o seu sucesso profissional e pessoal.

Se 2016 foi um ano de comemorações para a Priscila Santtana, imagina 2017? Será repleto de conquistas mais do que merecidas para a atleta do #teamnewmillen, que treina pesado há 12 anos.

Fonte de inspiração para muitas mulheres, ela mostra que é possível conquistar seus sonhos e superar limites, diariamente, nos treinos e na vida. Através de muita determinação e esforço, a atleta se prepara para um dos grandes sonhos: participar do Arnold Classic Brasil, um dos maiores campeonatos de fisiculturismo do mundo.

Conheça mais sobre a história dessa atleta para você se inspirar com a fórmula do desempenho:

1. Há quanto tempo você treina? Como funcionam seus treinos na semana?

Treino há 12 anos. Comecei adolescente. Desde quando entrei na academia, já tinha vontade de mudar radicalmente meu corpo.
Meus treinos mudam conforme meu físico muda também. Nunca faço o mesmo treino, os mesmos exercícios sim, mas com intensidades diferentes.

2. Quando foi que o fisiculturismo virou uma profissão para você? Você teve alguma inspiração?
Eu já namorava os palcos há algum tempo. Já fui assistir campeonatos para ver de perto como funcionava. Sempre me imaginei ali em cima, junto com elas, mas não sabia o que fazer para chegar tão longe. Foi quando conheci meu noivo, e, como ele também é atleta e já competia, ele me mostrou o caminho, e deu tudo muito certo.
A inspiração sempre veio de mim mesma, da vontade de superar meus limites, vencer desafios e transformar meu corpo.

3. Apesar de ter crescido a participação das mulheres no fisiculturismo, como é para você ser mulher em um esporte dominado por homens?
Acho que essa fase de fisiculturismo ser esporte de homem já passou. Ainda existe sim um preconceito, como existe preconceito com várias outras coisas, mas nada que me incomode.

4. Não é fácil administrar treinos, trabalhos, dieta. Como você concilia a sua rotina?
Realmente fazer dieta, treino e trabalho não é nada fácil. Mas também não é impossível! Dá pra fazer! Mas claro que um trabalho flexível ajuda, pois a rotina pré-competição é bem tensa.

5. Você já teve muitas conquistas e vitórias em campeonatos, como o Mr. Santos IFBB 2016. Como você vê o crescimento desse reconhecimento para as mulheres no esporte?
Isso é maravilhoso! As mulheres estão cada dia mais ocupando seu espaço em todas as áreas de trabalho e não podia ser diferente no fisiculturismo. As mulheres estão enxergando que treino, principalmente a musculação, só traz benefícios e qualidade de vida para sua vida.

6. Você já sofreu algum tipo de preconceito por ser mulher e ter o corpo malhado e definido?

Preconceito que sofri e sofro até hoje é de pessoas que “NÃO treinam” e gostam de falar mal de quem treina rs. Mas nada demais, são pessoas que não têm talvez uma força de vontade igual a nossa e precisam disso para poder justificar a fraqueza deles.

7. Quais foram as maiores dificuldades durante sua trajetória no esporte?

A maior dificuldade que enfrentei e enfrento até hoje no esporte é com minha lesão nos joelhos. Ela está aguda e não consigo me empenhar 100% nos treinos.
Então, sempre estou com profissionais me acompanhando para tentar chegar no meu limite sem me prejudicar mais.

8. Qual sua opinião para o futuro das mulheres no fisiculturismo?  
Eu acredito em um mundo com mulheres cada vez mais saradas, mais evoluídas e mais felizes. Porque não somente o fisiculturismo, mas o esporte em si, traz essa felicidade, você se sente melhor, tanto na saúde quanto na sua autoestima, e isso contagia. Por isso, o crescimento das mulheres interessadas pelo fisiculturismo.

9. Qual sua meta para 2017?
Sei que sou novata nesse esporte, mas consegui, em seis meses, cinco títulos de campeã, agora estou um pouco mais experiente e não tenho limite para sonhar.
Agora quero vencer campeonatos grandes, como Arnold Classic, Brasileiro e Olympia.
Vamos à luta!

10. Qual o recado que você quer deixar para as mulheres que começaram a treinar agora ou que têm interesse em praticar o fisiculturismo?

Mulheres que estão começando a treinar e desejam competir, tenham paciência, um corpo para chegar em nível de competição precisa de tempo, tudo podemos ser, mas com muita determinação e força de vontade. Se esse for seu sonho, vá atrás, mas sempre pelo caminho certo, não façam loucuras, procurem um nutricionista, um endócrino e um personal. Esses três profissionais irão te dar o caminho correto para seu sonho ser realizado.

Nossa atleta Kalindra Faria, uma das melhores lutadoras de MMA do Brasil, firmou contrato com o evento americano Titan FC. Com vinte lutas profissionais e passagens pelo WSFO e KSW, ela busca reconhecimento internacional, já que no país sua principal dificuldade é encontrar lutadoras adversárias.
Em entrevista para o Portal Dama de Ferro, Kalindra contou que a oportunidade surgiu através de seus treinadores Jorge Patino e Diego Lima que sempre correram atrás para lhe dar as melhores lutas. O sonho da equipe é chegar no UFC e o contrato com o Titan deve deixa-los mais próximos do sonho.

Questionada sobre seu treinamento pelo Portal, Kalindra disse que vai dar o melhor de si nos treinamento e se dedicar muito para realizar seus sonhos. “Quero fazer boas lutas, dar um show, e o contrato do Titan FC veio em boa hora. Aqui no Vale não temos muita mídia, quase não somos vistos e muito difícil de viver como atleta. Chegar ao nível internacional das meninas e muito complicado faço o que posso, mas tenho todo potencial de estar entre as melhores, meu marido Cristian Nogueira e meu irmão Caca Lima são os que mais me incentivam eles acreditam muito em mim e nós vamos conseguir”, desabafa Kalindra.

Jang Sin, musa do #teamnewmillen, nasceu em Taiwan onde viveu até os 9 anos de idade. Hoje, com 38 anos e dois filhos lindos, Jang exibe um corpo sequinho e muita simpatia.

Ela é fonte de inspiração para milhares de mães que precisam se desdobrar para cuidar da casa, dos filhos, do marido e ainda da autoestima e da saúde. Através de seus canais nas redes sociais ela divulga seu dia a dia, dá dicas e mostra exemplos de como alcançar uma vida saudável e mais feliz com um estilo único. Para espalhar a ideia de estilo ideal criou o conceito Meu Estilo Ideal.

Vem ver a história da Jang e motive-se!

Conte-nos um pouco sobre você e seu estilo de vida. Você sempre foi ligada a esportes e exercícios físicos?

Eu sempre fui uma falsa magra, aquela aparentemente magra mas com rosto cheio, braço largo e flancos saltando. Nas duas gestações que tive não engordei muito, cerca de 12,5 kg em cada, porém o que minhas amigas levavam apenas 3 meses para eliminar todo peso que adquiriu durante a gravidez, eu levava 12 meses.

Comecei a fazer exercícios quando conheci meu marido, mas não levava muito a sério, até que em março de 2015 coloquei um basta na preguiça. Meu 2º filho já estava com 2 anos e meio e eu não conseguia voltar ao peso anterior. Estava toda flácida. Além de celulites, o que me chamava mais atenção era a textura da barrriga que estava terrível, parecendo casca de laranja devido o puxa e estica das duas gestações.

Então decidi que era a hora de mudar. Ouvi muitas criticas e absurdos como:

– Com a idade o osso pesa, você nunca vai voltar a ter o peso de antes;

– Você é magra, não precisa;

– Você tá ótima;

– Somos mães, temos que pensar nos filhos.

Trabalho com o conceito Meu Estilo Ideal que é incentivar cada uma a ter um estilo próprio de ser e viver, ter a própria identidade em todas as áreas da vida, porque na vida não existe um estilo correto, existe um estilo ideal para você, aquilo que te faz bem, que te deixa feliz e realizada.

Como é a sua rotina com a sua família?

Como qualquer mãe e dona de casa, acordo cedo para preparar o café da manhã do povo lá de casa. Depois que deixo as crianças na escola é hora da academia, reuniões, fazer compras no supermercado, deixar a casa em ordem.

A noite depois que eles chegam em casa é hora de fazer a janta, acompanhar lição de casa, dar banho, brincar… Depois que eles vão para cama é hora de lavar a louça, lavar roupas, dar atenção pro marido e tentar assistir alguma série, mas sempre acabo dormindo no sofá.

E a sua rotina de treinos?

Ainda não inventaram a pílula do milagre e o gênio da lâmpada não existe. Então para poder manter a forma procuro treinar todos os dias, porque atividade física não serve somente para esculpir nosso corpo, vai muito além. Trabalha saúde mental e física. Os músculos estão aí para nos dar sustentação e de brinde ganhamos um corpo dos sonhos.

Então na minha opinião a atividade física tem que ser encarada como uma necessidade básica como tomar banho e escovar os dentes todos os dias.

Você imaginava que teria todo esse desenvolvimento e público quando você começou a treinar? Quais foram suas principais evoluções?

Manter a forma aos 38 anos e 2 filhos não é uma tarefa fácil. Comecei o perfil no Instagram postando meu dia a dia e minha evolução sem saber que podia ter tanto reconhecimento. Minhas principais evoluções foram melhora da flacidez e a recuperação da autoestima. Gostar do que vê no espelho não tem preço.

Você possui muitos seguidores e fãs, como que é todo esse reconhecimento para você?

É muito gratificante saber que faço diferença na vida das mulheres que estão só precisando de um empurrão e motivação para sairem da zona de conforto e ganhar autoestima.

O que você gosta de fazer nas horas vagas?

Nas horas vagas gosto de curtir com a família, seja uma viagem, conhecer museus pela cidade, cinema ou jogos de tabuleiro. Desde que todos juntos na alegria ou na loucura.

Como é para você conciliar a rotina de treinos com a rotina dos seus filhos?

Durante a semana eu vou para a academia depois que deixo eles na escola e nos finais de semana tenho 2 opções, deixo eles com marido, avó, avô ou levo junto e coloco eles também para treinar. Eles adoram quando é apresentado como algo prazeroso e não obrigatório.

Você já sofreu algum pré-conceito por ser uma mãe que gosta de musculação e de malhar?

Preconceito não, porque sempre fui uma pessoa de atitude e de personalidade, mas indiretas não faltam. As pessoas gostam de criticar porque é mais fácil, mas ir lá e fazer acontecer ninguém quer.

Aprendi que opinião alheia não deve influenciar nas nossa decisões, cada um tem uma força interior, pois somos diferentes umas das outras e não existe certo ou errado. O que existe é a força que está dentro de cada uma de nós.

Você gosta de praticar outro estilo de exercício físico além da musculação?

Sim, eu gosto muito de yoga. Encontrei nessa prática o equilíbrio mental que eu preciso, aqueles 50 minutos de aula que eu me desligo do mundo e foco atenção total na minha respiração e no meu eu interior.

Como funciona a sua alimentação? Você segue alguma dieta?

Hoje sigo uma alimentação saudável, mas para chegar até aqui foi um longo caminho. Quando recebi da nutricionista pela primeira vez minha dieta quase morri. A parte mais marcante foi ter que cortar arroz branco e as frituras da minha alimentação. Sou chinesa, passei a vida inteira tendo arroz como prato principal e indispensável em todas as refeições e como pratos coadjuvantes verduras, legumes, frango, carne e tudo, literalmente tudo feito com óleo.

Comer salada com proteína (lê-se carne, frango ou peixe) tinha sensação de não ter comido porque faltava o sagrado arroz. Alterar os códigos que foram implantados dentro da gente não é uma tarefa fácil. É preciso muita determinação e força de vontade.

Se eu sigo alguma dieta? Sim. Eu faço acompanhamento com nutricionista mensalmente e o ajuste é feito conforme a necessidade e objetivo daquele mês para obter melhores resultados.

Qual a importância da suplementação para você? Quais suplementos você utiliza e em quais momentos do dia?

Suplemento não é esteróide como muita gente ainda acha. Ela veio para ajudar na correria do dia a dia e complementar os nutrientes que faltam no nosso organismo proporcionando maior desempenho e rendimento para quem treina.

Eu suplemento diariamente desde a hora que acordo até a hora de dormir. Claro que com orientação de nutricionista e de acordo com meu objetivo.

Na minha dieta atual uso seguintes suplementos:

– L-Carnitina em jejum.

– Whey Flakes + Beef Protein Isolado como uma das opções no café da manhã.

– BCAA + HMB + Cafeína 30 minutos antes do treino.

– Beef Protein Isolado + Waze Maize + Glutamina + BCAA + HMB no pós-treino.

– Beef Protein Isolado no lanche da tarde.

– Caseina ou Beef Protein Isolado na ceia.

Como funcionam suas metas? Você sempre renova?

Minhas metas tem prazo para começar e prazo para terminar. Sabe aquela frase “missão dada, é missão cumprida? Essa é a frase que levo para vida e quando uma meta é alcançada já tem mais 3 na fila.

Você transmite seus hábitos de vida saudável aos seus filhos? Eles aceitam tranquilamente?

As pessoas sempre me perguntam, seus filhos comem a mesma coisa que você? A resposta é sim, mas de acordo com as necessidades deles e fazem uma alimentação balanceada. Durante a semana é mais controlado, não tem doces de segunda a sexta e nas refeições, como no café da manhã, eles comem crepioca com uma fatia de queijo branco grelhado e um copo de leite sem lactose. Almoço é na escola e no jantar tem no cardápio carboidratos, proteínas e legumes.

Já nos finais de semana é liberado crepioca com creme de avelã, sobremesas e outras gostosuras sem exageros, afinal, eles são crianças e isso faz parte da infância.

Eles aceitam super bem, aqui em casa tudo é explicado e eles sabem que fazemos isso para o bem deles.

Você tem alguma inspiração?

Claro! Me inspiro na história de vida daquelas que, mesmo após sofrerem com preconceitos, foram menosprezadas pelo marido, família ou amigos ou de alguma forma sofriam com a baixa estima ou depressão e deram a volta por cima, alcançando o sucesso. Me inspiro na coragem dos meus pais e de todos os imigrantes que saíram do país de origem em busca de uma vida melhor para sua família, diferença na vida das pessoas, pra terminar, sabe aquela frase “te to no undo e volto atençnao a do.”

Você acha que estimula as mulheres, principalmente as mães, a terem uma vida mais ativa e saudável? Qual dica você deixa para as mães que querem praticar algum exercício físico, mas não sabem como?

Recebo diariamente mensagens de mães que querem recuperar a antiga forma física e encontram em mim uma motivação e inspiração que é possível através de uma alimentação saudável com atividades físicas e não importa a idade. Só precisa de determinação e dedicação como tudo na vida. Minha dica para elas é em primeiro lugar fazer uma reflexão sobre o que gosta de fazer. Dançar, correr, nadar, praticar artes maciais, puxar ferro, não importa qual atividade física, mas tem que ser aquela que toque o coração e que ela faça com prazer, porque só assim que ela verá resultados e não desistirá no meio do caminho.

Jang Sin na internet:

Instagram: @jangsin_

Snapchat: @jangsin_ofi cial

Facebook: /MeuEstioIdeal

Fyuse: @jangsin_ofi cial

Twitter: @jangsin_ofi cial